Descubra o que é, as vantagens e como pode ser utilizado.

Data Driven, termo em inglês para uma cultura corporativa “orientada por dados “.

Data Driven, termo em inglês para uma cultura corporativa “orientada por dados “.

 O termo em inglês Data Driven, significa “orientado por dados”. De forma simples, se refere a um processo corporativo em que as tomadas de decisões e planejamento estratégico da empresa, se baseiam em todas as informações existentes, de forma inteligente.

Considerar esses dados tornam as decisões muito mais assertivas e confiáveis, visto que não são utilizadas suposições e, sim, informações sólidas. O conceito Data Driven tem ganhado destaque atualmente e, nesse artigo vamos explicar como ele pode ser útil, na prática.

As vantagens de ser Data Driven

Ser orientado por dados pode gerar insights significativos para seu negócio, reconhecimento de problemas de forma antecipada, aumentando a retenção de clientes e as novas vendas. Além disso, podemos afirmar que há:

  • Aumento da capacidade de planejar o futuro com estratégias certas;
  • Rápida reação a mudanças;
  • Identificação de pontos falhos no negócio;
  • Redução de custos;
  • Criação de ofertas e produtos específicos para diferentes segmentos de clientes;
  • Redução de Churn;
  • Monitoramento da necessidade de cada cliente, entre muitos outros benefícios.

A lista é grande das vantagens de ter uma cultura Data Driven, ficaríamos falando horas sobre elas. A capacidade analítica e de planejamento de uma organização aumenta consideravelmente.

Qual a metodologia de um projeto Data Driven?

É importante destacar que, os dados utilizados em um processo Data Driven podem, e virão, de diversos tipos de tecnologias e setores de uma empresa. Esses dados podem ser extraídos de:

  • APIs;
  • Banco de dados já existente (base de clientes, informações de venda, permanência na base etc.);
  • CRM;
  • Bancos de dados públicos;
  • Ferramentas de automação de marketing, entre outros.

Com esses dados em mãos, podemos gerar inúmeras visões, como:

  • Pontos de melhoria;
  • KPIs;
  • Churn;
  • Engajamento.

Com a lei geral de proteção de dados (LGPD ou Lei n.º 13.709/2018), é vital garantir que os dados utilizados nas análises estão seguros.

De fato, pode ser um desafio administrar esses dados e unificá-los em um dashboard com uma análise assertiva. Mas a boa notícia é que hoje existem muitas empresas no mercado especializadas nesse assunto.

Por que usar Data Driven?

Cultivar uma cultura Data Driven é extremamente vantajoso. Pode melhorar o desempenho da sua organização e te colocar à frente dos concorrentes. Ganhe agilidade nas tomadas de decisões, se antecipe às necessidades dos seus clientes e aumente a chance de criar produtos e soluções compatíveis com o seu público.

Agora que já sabe quais as vantagens, comece com uma autoanálise e defina quais os dados mais relevantes para sua empresa. Identifique as ferramentas utilizadas internamente para garantir a extração de forma correta. Defina quais os KPIs desejam utilizar para as análises. E, por fim, desfrute dos bons resultados que a cultura baseada em dados pode proporcionar no seu negócio.

 

Leave a Reply